Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o largo.

onde tudo acontece...

onde tudo se ouve...

sobre | spotify


As emissões d'o largo.fm serão retomadas em janeiro

18.06.19

"Jogos Sem Fronteiras" estão de volta


Bruno Micael Fernandes

Toute Une Generation/Direitos reservados

Podíamos não ter a Eurovisão mas tínhamos os "Jogos Sem Fronteiras". Desde a cidade da Figueira da Foz a Lamego, foram muitas as cidades que passaram por jogos que envolviam gente com fatos estranhos, água e... gente com fatos estranhos a cair dentro de água.

Para os mais novos, era uma espécie de "Wipeout" europeu. Para os mais antigos (como aquele que escreve este artigo), aquilo não tinha qualquer tipo de descrição possível. Mas ficavamos presos ao ecrã às sextas à noite a torcer pela cidade portuguesa e com a inconfundível voz de Eládio Clímaco na narração.

Podíamos estar aqui discorrer sobre o que eram os "Jogos Sem Fronteiras", um programa de televisão criado em 1965 por Guy Lux e Claude Savarit a partir de uma ideia do general francês Charles De Gaulle. 

A notícia é que os "Jogos Sem Fronteiras" estão de volta.

O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira pelo diretor geral delegado de antena e programação do grupo France Televisions. Takis Candilis anunciou que o concurso será apresentado e produzido pelo apresentador Nagui mas não avançou com nenhuma data de estreia nem que países participarão neste regresso. 

Portugal tem uma grande média de vitórias no certame, só suplantada pela Alemanha. Entre 1965 e 1999, num total de 30 edições de "Jogos Sem Fronteiras", Portugal participou em quinze edições e venceu cinco (1980: Vilamoura; 1981: Lisboa ex aequo com Dartmouth (Reino Unido); 1988: Madeira; 1989: Açores; 1997: Amadora). 

Com este palmarés, e visto que o vencedor não é decidido no televoto, tudo o que podemos fazer é torcer (e rir) por Portugal. 

estamos no facebook e no twitter.
Escuta o largo.fm e torna-te patrono.
publicidade

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.