Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o largo.

porque tudo acontece...

pub

a tocar agora:

ouvir emissão

08.10.18

Google fecha Google+


por Redação o largo.

Google


A Google anunciou, esta segunda-feira, que vai fechar a sua rede social, o "Google+". Em causa, está uma falha de segurança que foi detetada pela empresa e que afetou mais de 500 mil utilzadores .


Num artigo do blogue "The Keyword", o blogue oficial da gigante de pesquisas, Ben Smith, vice-presidente para Engenharia, diz que o fecho se integra no chamado "Projeto Strobe", uma espécie de análise e revisão sobre "o acesso de desenvolvedores terceiros a dados e dispositivos da conta do Google e dispositivos Android". Smith esclareceu que o projeto "analisou a operação dos nossos controlos de privacidade" em API's que "nas quais os desenvolvedores podem ter acesso excessivamente amplo". O responsável reforçou que "ao longo dos anos, reforçamos continuamente os nossos controlos e políticas em resposta a análises internas regulares, feedback dos utilizadores e expetativas sobre privacidade e segurança dos dados". 


Mas isto não bastou.


Em março deste ano, a empresa descobriu um bug numa das API's que permitia o acesso a informações do perfil que o utilizador não tinha marcado como sendo públicos. Os campos incluiam nome, email, endereço postal, profissião, género e idade. No entanto, os programadores não tinham acesso a conteúdos, mensagens, dados da conta ou núemeros de telefone. "Não podemos confirmar que utilizadores foram afetados por esta falha", refere Ben Smith mas acrescenta que, depois de uma "análise detalhada", o número de contas possivelmente afetadas é superior a 500 mil. "A nossa análise mostrou que 438 aplicações podem ter usado esta API" mas a Google não encontrou "nenhuma prova que algum desenvolvedor estava consciente desta falha ou que tenha abusado da API" ou que "dados de perfis tenham sido mal utilizados", refere o comunicado. 


O responsável acrescenta que o Google+ tinha uma utilização residual e que era conhecida há algum tempo: "90 por cento das sessões de utilizadores do Google+ são de menos de cinco segundos". 


A empresa direcionará agora o produto para o mercado empresarial. 

publicidade

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
webmaster@olargo.pt
estamos no facebook, no twitter e no instagram.
escute a emissão d'torna-se nosso patrono.

Informação

Estamos em formação

Durante os próximos dias, a atividade editorial d'o largo. estará reduzida para melhorar a forma como trabalhamos e organizamos todo o fluxo editorial. Pedimos desculpa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.