Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o largo.

porque tudo acontece...

pub

a tocar agora:

ouvir emissão

29.08.18

Canais SIC já podem voltar a ser emitidos em Angola


por Redação o largo.

Divulgação/Direitos reservados


 


SIC Notícias e a SIC Internacional estão prontas a voltar a ser emitidos em Angola, não existindo qualquer impedimento governamental para isso acontecer, informou a estação de Carnaxide. 


Segundo a nota, o canal recebeu uma comunicação do Ministério da Comuicação Social de Angola informando de que "não existe qualquer impedimento em que as emissões dos dois canais sejam retomadas, sendo que o Governo e o ministro João Melo veem com agrado o regresso dos dois canais". 


O regresso do canal noticioso e do canal internacional do grupo Impresa está agora dependente de como decorrerão as negociações entre a SIC e as operadoras. 


Recorde-se que as emissões dos dois canais foram suspensos no país em março de 2017, meses antes das eleições que elegeram João Lourenço. A suspensão ocorreu depois de terem sido divulgadas  reportagens críticas ao regime de José Eduardo dos Santos. Apesar da suspensão, a operadora continuava a emitir os canais SIC RadicalSIC MulherSIC KSIC Caras). 


Em junho, no Twitter, Isabel dos Santos, dona da ZAP (uma das operadoras), acusou Pinto Balsemão, presidente do Conselho de Administração da Impresa, de "inconfessável ganância", divulgando que a estação de televisão exigia um milhão de euros por ano para a transmissão dos canais em Angola, quando a BBC e a Al Jazira pediam 33 mil e 66 mil euros, respetivamente. Nesse mesmo mês, a DStv (outra operadora angolana) interrompeu também a emissão dos dois canais em Angola, mantendo a transmissão em Maçambique e na África do Sul. 

publicidade

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
webmaster@olargo.pt
estamos no facebook, no twitter e no instagram.
escute a emissão d'torna-se nosso patrono.

Informação

Estamos em formação

Durante os próximos dias, a atividade editorial d'o largo. estará reduzida para melhorar a forma como trabalhamos e organizamos todo o fluxo editorial. Pedimos desculpa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.