Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o largo.

onde tudo acontece...

onde tudo se ouve...

sobre | programação | spotify

em direto estamos no ar... em emissões experimentais

21.11.18

Anjo – uma história da Síria em palco em estreia no Teatro de Vila Real


helena margarida

Divulgação

O Teatro de Vila Real serve de palco dia 29 de novembro à estreia de “Anjo”, uma peça de teatro baseada numa histórica verídica passada na Síria. O texto é do dramaturgo Henry Naylor e é a primeira vez que esta peça (premiada em vários países da Europa) é feita em Portugal e em língua portuguesa.

Uma mulher em palco conta a trajetória de vida de uma outra jovem mulher a viver em Kobane, uma pequena cidade da Síria junto à fronteira com a Turquia. Um dia a cidade é invadida pelo Daesh e a vida de Rehana altera-se completamente: de menina sonhadora, passa a uma mulher pragmática, franco-atiradora e temida pelo Estado Islâmico.

Este é o ponto de partida para “Anjo”.

A primeira vez que o ator e encenador Angel Fragua teve contacto com o texto de Henry Naylor não teve dúvidas: “decidi logo que queria encenar este texto e traze-lo para Portugal. O texto é muito bonito, emocionalmente forte mas sem ser pesado, e mostra-nos uma realidade que – habitualmente – fica distante do nosso quotidiano. Apesar da temática ser muito séria, a forma de a contar é muito próxima das pessoas, talvez porque o autor do texto escreve habitualmente comédia. O texto é muito vivo, muito cinematográfico.”

Contactado o dramaturgo, que se entusiasmou com a ideia de “Angel” passar a “Anjo” e a peça ser feita em língua portuguesa, os ensaios começaram com a atriz Teresa Arcanjo a dar vida a 17 personagens, entre elas Rehana, o “anjo” de Kobane. “Tudo é difícil nesta peça. Para já é um monólogo, é muito texto, sim. Estou sozinha em palco, sem nada que me proteja. É preciso muita energia, muito foco e é emocionalmente desgastante. Eu preciso de ser justa, muito justa, com aquilo que estou a contar”, diz.

A peça original “Angel” estreou em 2016 em Edimburgo e, desde então, tem recebido vários prémios. Em fevereiro de 2018, o espetáculo traduzido para o francês, foi nomeado para os Globes de Cristal de França como melhor espetáculo e tendo recebido o prémio de melhor atriz.

Dia 29 de novembro, com repetição dia 30, no Teatro de Vila Real, “Anjo” chega ao público português.

detetaste um erro? propõe uma correção ou, simplesmente, fala connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escuta o largo.fm e torna-te patrono.

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.